DECLARAÇÃO E DA REFORMA UNIVERSITÁRIA DE CÓRDOBA (1918-2018)

CENTENÁRIO DA DECLARAÇÃO E DA REFORMA UNIVERSITÁRIA DE CÓRDOBA (1918-2018)

Mais de dez mil pessoas inscreveram-se para participar da III CRES – Conferência Regional sobre Educação Superior- que se realizou em Córdoba, Argentina, de 11 a 14 de junho de 2018, tendo como principais organizadores o IESALC –Instituto de Educação Superior para América Latina e o Caribe- e a Universidade Nacional de Córdoba. Pelo menos quatro mil pessoas, provenientes da maioria dos países latino-americanos e também de alguns países europeus seguiram efetivamente os trabalhos. Marco Antonio Rodrigues Dias foi um dos conferencistas tratando do tema: “Que hacer en 2018 para que la educación superior vuelva a ser um bien público?”

No dia 14, adotou-se uma declaração em que se reafirmou que a educação superior é um dever dos Estados e se ratificaram os princípios adotados pela Conferência Mundial sobre Educação Superior -CMES- realizada em Paris em 1998 e da I e da II CRES realizadas em Havana e Cartagena de Indias em 1996 e 2008. Os participantes se manifestaram também contra a comercialização da educação em curso hoje no mundo inteiro e particularmente na América Latina.

No dia 15 –data escolhida para se comemorar oficialmente o centenário da Declaração e da Reforma de Córdoba, o primeiro grande movimento na América Latina, visando a reconstruir o sistema de ensino superior com vistas a torná-lo não dogmático, livre e com acesso democrático a todos- a Universidade Nacional de Córdoba, organizou dois eventos: pela tarde, o ato de graduação de cerca de 10 mil estudantes que concluem sua formação em 2018, ano do centenário, e, pela manhã, na Sala de Atos da Universidade, um ato inicial acadêmico com a presença do reitor Hugo Jure, dos membros do Conselho Universitário da UNC, do ministro da educação da Argentina, do governador da província de Córdoba e do prefeito de Córdoba, de reitores de diversos países da América Latina e da Europa.

Ali foi feita a foto oficial do centenário. Na ocasião, a UNC homenageou dois latino-americanos por considerá-los referências na América Latina e por terem exercido influência na defesa de ideais que, no fundo, inspiraram-se em Córdoba 1918: Rafael Guarga, ex-reitor da Universidade da República em Montevidéu e Marco Antonio Rodrigues Dias, diplomado da UFMG e da Universidade de Paris, ex-vice-reitor da UnB e ex-diretor da Divisão do Ensino Superior da UNESCO (1981-1999). Segundo o reitor da Universidade Nacional de Córdoba, Hugo Jure, o brasileiro Marco Antonio, desde os anos noventa, foi o “homem certo que estava no lugar certo” defendendo a ideia de uma educação superior de qualidade e pertinente.


Marco Antonio R. Dias

CRES 2018- Conclusões.PDF

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *